O Recife é o epicentro da trama amorosa que envolve dois homens e uma mulher. A cena final acontece em 1975, mas há toda uma viagem pelo mundo, antes do Epílogo do livro.

Dando cortes no tempo, Abdias Moura na realidade, conduz o leitor para uma época recifense, anterior à da ação vivida pelas personagens principais.

Em pouco mais de 100 páginas, Abdias Moura conseguiu trazer às nossas memórias, de forma apaixonante, todo o tumulto de um mundo e de uma época que ele tenta sintetizar de forma simbólica, com a referência ao primeiro presente de Benedicto à adolescente Adilma, na forma de um livro com título sugestivo: "Estes Dias Tumultuosos". E o último presente talvez tenha sido um mapa estelar, de que ela se lembra antes de seu banho noturno, nas águas do Oceano Atlântico, sob um céu parcialmente iluminado, em que confundiu a constelação de Fênix, renascida das cinzas, com a da famosa Ave do Paraíso.

[ Jornal do Commercio, 01.01.1992 ]